Páginas

21 de setembro de 2011

Vaca Atolada

   Essa semana vim parar em Minas Gerais. Uma grande oportunidade de saborear in loco um pouco da deliciosa diversidade gastronômica de nosso país.
   Me afundei na Vaca Atolada, um prato muito comum aqui por essas terras, e que tem sua origem na cozinha tropeira, quando se armazenavam as carnes nos embornais, mergulhadas na gordura, acrescentando a mandioca colhida ao longo das trilhas.
   Se você tiver uma panela de ferro, fica melhor ainda.

   VACA ATOLADA:

  - 1kg de costela bovina, cortada em pedaços pequenos
  - 700g de mandioca descascada, cortada em cubos
  - 1/2 dose de cachaça
  - 2 cebolas médias picadas
  - 4 dentes de alho amassados
  - 5 tomates sem pele e sem sementes picados
  - 1 maço de salsinha picada finamente
  - 1 maço de cebolinha picada finamente
  - 1 pimenta dedo-de-moça, sem semente, picada finamente
  - 2 folhas de louro
  - sal e pimenta do reino a gosto


   Cozinhe a mandioca, escorra e reserve.
   Aqueça aproximadamente 2,5l de água e mantenha aquecido.
   Na panela de ferro, refogue a cebola e em seguida o alho. Acrescente a costela e deixe fritar até dourar. Acrescente os tomates, a salsinha, a cebolinha, a pimenta dedo-de-moça e as folhas de louro. Junte a água quente, baixe o fogo e deixe cozinhar por mais ou menos 1 hora com a panela tampada. Se necessário, acrescente mais água quente durante o cozimento (lembre que a costela deve ficar "atolada").
   Quando a costela já estiver cozida, acrescente a mandioca e deixe cozinhar por mais 30 minutos, até que o caldo fique cremoso.
   Corrija o sal e a pimenta. Sirva ainda bem quente.


   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário