Páginas

31 de maio de 2011

Especiais Dia dos Namorados

   "Prepare com o coração", eu sempre digo aqui.
   Tem receitas que a gente gosta tanto que mesmo sem repetir, diz que sabe decor. De cor vem do latim de coer, onde coer significa coração. Quer dizer que quando a gente sabe com o coração, nunca mais esquece.
   Também sempre digo "Deguste em boa companhia". Esta última se origina da palavra "companha", que também vem do latim compania, e de cum (equivalente ao nosso "com") + panis (pão em latim): pessoas que comem juntas o pão. Muitíssimo apropriado.
   E com a chegada de mais um Dia dos Namorados, tudo isso fica ainda mais sugestivo: preparar com o coração e degustar em boa companhia. Preparar com o coração é estar presente, curtir cada segundo, cada etapa que se desvenda em beleza, perfume e sabor. Boa companhia é aquela que a gente sempre quer por perto, dividindo o pão e multiplicando a alegria.
   Neste Dia dos Namorados, prepare seu coração e chame sua boa companhia. Aproveite, curta, esquente, se lambuze. Qualquer que seja o seu menu, dividir o pão é um momento mágico e sagrado que certamente irá permanecer em seu coração para a vida toda.
   Eu já estou preparando o meu coração. E já chamei minha ótima companhia. A Patricia me desafiou no menu e ainda estou bolando, mas isso vai ficar para algum post um pouco mais adiante.
   Por hora, do dia 01/06 até o dia dos namorados - 12/06 para os mais esquecidos - vou rechear o blog de receitas bem especiais. E aprecio sugestões, para quem quiser.
   Aproveitem!!




   Prepare o seu coração. Chame sua boa companhia.

25 de maio de 2011

Alfredo!!

   Essa é uma receita muito muito muito fácil de fazer; ótima para esses dias quase frios e quando se quer sair da sopa para comer algo mais substancial.
   Contam os registros que esse molho é derivado do doppio burro (manteiga em dobro, em italiano), método que consistia em colocar a manteiga nas formas de servir antes e depois de agregar a massa - o fettuccine.
   O senhor Alfredo di Lelio, proprietário do restaurante que levava seu nome, em Roma, para que sua esposa grávida pudesse digerir melhor a massa, acrescentou uma porção a mais de manteiga. Na ocasião, um casal em lua de mel provou a iguaria e ficou tão fascinado que presenteou ao sr. Lelio com um garfo e uma colher de ouro com uma foto de ambos comendo no restaurante. A partir daí, o próprio Lelio concluía os pratos para seus fregueses agitando de forma teatral o conjunto de ouro sobre os fettuccine.
   E vivam os desejos das mulheres!


 FETTUCCINE AL TRIPLO BURRO (ALFREDO):

  - 500g de massa tipo fettuccine (pode-se usar spaghetti, tagliatelle ou outra)
  - 200g de manteiga cortada em pedaços e amolecida
  - 150g de queijo parmesão ralado fino
  - 4 ou 5 colheres de sopa da água do cozimento da massa
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Aqueça previamente a travessa onde vai servir a massa. Misture nela a manteiga amolecida com o queijo parmesão, sal e pimenta do reino (moída na hora, de preferência). Acrescente a massa recém cozida e escorrida, junte as 4 ou 5 colheres do cozimento e mexa bem com 2 colheres grandes, até que toda a massa fique bem recoberta. Acrescente mais queijo ralado, pimenta do reino e sirva imediatamente.




   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

 

18 de maio de 2011

Sopa de Tomates

   É, parece que o frio se enconstou por aqui antes da hora e não quer saber de desencostar. Um solzinho bem tímido tenta se mostrar durante o dia mas as nuvens não deixam. E quando a noite cai...a temperatura despenca. Aí, nada melhor que uma sopinha para aquecer o corpo.
   Ontem eu fiz uma Sopa de Tomates, variando e juntando algumas receitas que vi pela internet. Difícil na sopa de tomates é não deixá-la com gosto de molho, por isso aqui o tempo de forno e mais o vinho do Porto e suco de laranja.
   Claro, para aquecer sem trabalho, só o Porto bastaria. Há uma famosa frase - cuja autoria não me recordo, se alguém lembrar por favor avise - de um chef dizendo: "Eu sempre cozinho com vinho. Às vezes até coloco na receita." Melhor impossível. Mas vamos ao preparo.

  SOPA DE TOMATES:

  - 5 tomates picados grosseiramente
  - 1 cebola média cortada em anéis
  - 2 dentes de alho
  - 50ml de azeite de oliva
  - 1 ramo de tomilho
  - 1 ramo de manjericão
  - 1 colher de chá de açúcar
  - 1 litro de caldo de legumes
  - 2 colheres de sopa de vinho do Porto
  - 1/2 xícara de suco de laranja
  - 8 fatias de pão italiano
  - queijo parmesão ralado
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Pré-aqueça o forno em temperatura alta. Coloque numa assadeira o azeite de oliva e aqueça no forno por 5 minutos. Junte os tomates, a cebola, o alho e o tomilho. Mexa um pouco e deixe assar por 30 minutos.
   Ferva o caldo de legumes. Numa panela, coloque os tomates e o caldo fervente e deixe cozinhar por 5 minutos, em fogo baixo. Acrescente o açúcar. Retire do fogo e bata tudo no liquidificador. Penere bem, amassando com o fundo de uma concha ou colher grande (o resto na peneira deve dar apenas 1 concha).
  Leve a sopa peneirada ao fogo baixo. Adicione o vinho do Porto e o suco de laranja, deixando cozinhar por mais 5 minutos. Despedace as fatias de pão italiano e adicione à sopa, deixando absorver (antes de despedaçar, passe as fatias na forma que assou os tomates). Junte o manjericão e sirva cobrindo com o queijo ralado.

 
 Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

15 de maio de 2011

Arroz com Frango e Quiabo

   Como já disse aqui, o Dia das Mães na minha família quase sempre tem a coincidência do aniversário de meu pai. Nesse ano, dividimos as comemorações e hoje eu fiz um prato que ele nem se recorda de ter me pedido.
   Ele chegou à minha casa preocupado (acho até que trouxe uns pãezinhos e deixou escondido no carro), pois eu havia dito à minha mãe que seria surpresa e que eu não gostava do prato. Logo ele me ligou "mas quem disse que eu também vou gostar?". "Fica frio, você vai!".
   Vida de cozinheiro é assim, a gente não pode cozinhar só aquilo que gosta, senão acaba caindo na mesmice e deixando de aprender.
   Aqui vai a receita.

  ARROZ COM FRANGO E QUIABO:

  - 2 coxas de frango sem pele, cortadas ao meio
  - 2 sobrecoxas de frango sem pele, cortadas ao meio
  - 100g de quiabo, cortado em 4 partes
  - 1 litro de caldo de galinha
  - 1/2 cebola cortada finamente
  - 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  - 2 xícaras (chá) de arroz
  - 1 colher (sobremesa) de açafrão
  - suco de 1 limão
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Coloque o quiabo de molho no suco de limão e deixe descansar por alguns minutos.
   Ferva o caldo de galinha.
   Em outra panela, aqueça o azeite e refogue a cebola. Junte o frango, tempere com sal e pimenta a gosto e deixe fritar até dourar. Adicione o arroz, deixe incorporar um pouco e misture o açafrão. Adicione o quiabo e cubra com o caldo de galinha fervente. Deixe cozinhar em fogo médio até secar.




   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

13 de maio de 2011

Sopa Creme de Queijo

   Outro dia a temperatura caiu um pouco aqui em Curitiba, e acabei fazendo para mim uma sopa creme de queijo para esquentar a noite. Postei a foto no FB e alguns amigos pediram a receita.
   Eu adoro queijos, por isso a preferência. Mas a receita base que coloco aqui você pode adaptar com palmito, aspargos, ervilhas, enfim, o que for mais de seu gosto.


 SOPA CREME DE QUEIJO:

  Todas as sopas chamadas "creme" utilizam uma base, mais creme de leite e o ingrediente que irá dar-lhe o nome (aqui, queijo), na seguinte proporção:
  • 50% base
  • 25% ingrediente principal
  • 25% creme de leite ou nata
   Base:
  - 1 litro de leite
  - 75g de manteiga
  - 75g de farinha de trigo
  - sal
  - noz moscada

   Numa panela em fogo baixo, derreta a manteiga sem deixar fritar. Acrescente a farinha e mexa até que a mistura fique homogênea, sempre em fogo baixo. Acrescente o leite (frio) e cozinhe por aproximadamente 15 minutos, mexendo sempre e devagar para não formar grânulos, até obter uma consistência cremosa e de coloração levemente marmorizada. Tempere com noz moscada (ralar) e sal.

   Queijo:
   Com o queijo, você pode utilizar a combinação que quiser e colocá-los para derreter na mistura base, lembrando sempre de começar pelo mais duro e colocar por último o mais macio. Eu utilizei:
  - polenguinho (2 quadradinhos)
  - emmenthal
  - gorgonzola
  - parmesão (ralado por cima, na cumbuca, na hora de servir)
   Também usei salsinha e cebolinha picadas e croutons para decoração do prato.
  
   Claro, quando me servi e senti aquele perfume maravilhoso de queijos eu não resisti e abri um vinho. Também recomendo.

   Para outros ingredientes, você pode picar (cogumelos, palmito, etc) ou bater no liquidificador, dependendo da consistência que deseja. 



   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

7 de maio de 2011

Camarão na Moranga

   Essa é uma receita que gosto muito de fazer. É um prato bem gostoso, leve e bastante sofisticado - ótimo para agradar mamães e esposas.
   O preparo aqui é do modo como eu faço - usando 2 morangas, para incorporar bem no molho. Há muitas outras opções que você pode encontrar na internet.

CAMARÃO NA MORANGA:

  - 2 abóboras tipo moranga (sendo uma pequena e outra bem bonita, para servir)
  - 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  - 1 cebola média, picada finamente
  - 1 dente de alho picado finamente
  - 200ml de molho de tomate
  - 1kg de camarão médio limpo
  - 6 camarões grandes para decoração
  - 1 copo de requeijão cremoso
  - 1/2 lata de creme de leite, sem soro
  - sal e pimenta do reino a gosto
  - 1 ramo de salsinha bem picada
  - suco de 1 limão

   Deixe os camarões temperando no suco de limão, sal e pimenta a gosto.
   Lave bem a casca da moranga que irá à mesa. Corte uma tampa na superfície superior, retire as sementes com o auxílio de uma colher e reserve.
   Abra a moranga pequena, retire as sementes, e corte em pedaços grandes. Retire a casca e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus até que fique macia, quase desmanchando.
   Cubra a moranga de servir com papel alumínio e coloque numa assadeira com a cavidade virada para baixo. Leve ao forno, ao menos 15 minutos depois dos pedaços da outra.
   Aqueça o azeite de oliva e refogue a cebola e o alho. Coloque os camarões e deixe fritar um pouco até que fiquem rosados. Junte o molho de tomate, tempere com sal e pimenta. Retire do forno as morangas em pedaços e vá juntando ao molho, mexendo sempre. Junte o creme de leite, corrija o sal e a pimenta e retire do fogo.
   Retire do forno a moranga de servir e reserve.
   Coloque os camarões grandes para cozinhar em água fervente e sal, até que fiquem bem rosados. Escorra e reserve para a decoração.
   Coloque o camarão com molho dentro da moranga, polvilhe com a salsinha para decorar. Coloque os camarões grandes nas bordas da moranga, deixando um pedaço para fora. Sirva.


   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.



6 de maio de 2011

Crusteles da Ana Maria e da Carla

   Mais uma receita com a colaboração de meus amigos, dessa vez a Carla Schultze e sua irmã Ana Maria.
   Só que eu passei uns 5 minutos gargalhando ao receber o e-mail com o preparo. A Ana passou para a Carla, que me enviou por e-mail. E quando eu abri o arquivo: un scan de um folheto de curso de culinária de uma fabricante de eletrodomésticos...coisa de mais de 20 anos atrás! e que eu me lembrei de também ter feito esse curso. Oopss, claro, as duas meninas são bem  mais novas que eu, certamente eu fiz muito antes...
   O Crustele é uma massa para ser frita e servida polvilhada com açúcar e canela. É de origem italiana, uma espécie de bolinho de chuva, porém muito melhor. Alguns também chamam de crôstoli ou até de "cueca virada". É dessas receitas pra gente fazer numa tarde qualquer e ficar beliscando e jogando conversa fora ao redor da mesa.


 CRUSTELES:

  - 6 ovos
  - 5 colheres de açúcar
  - 1 colher de manteiga
  - licor de Anisete (ou erva doce socada na cachaça)
  - farinha de trigo (o suficiente que dê para amassar)
  - óleo para fritar
  - mistura de açúcar e canela a gosto para polvilhar

   Bata as claras em neve. Junte as gemas, depois coloque a manteiga, o açúcar, e o anisete. Vá adicionando a farinha aos poucos, até obter uma massa meio dura - para abrir com rolo ou cilindro. Depois de pronta, a massa não precisa descansar.
   Abra a massa com o rolo, deixando numa espessura pouco menor que 0,5mm (quanto mais fina ficar, mais crocante) e corte retângulos de mais ou menos 8x4 cm. Faça um pequeno corte no meio do retângulo, sem chegar às bordas e vire uma parte da massa, fazendo uma gravatinha.
   Frite em óleo bem quente. A massa cresce um pouco com a fritura. Escorra e polvilhe com açúcar e canela.

   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.


   Ah! Olha a pérola: no folheto tem uma dica de "arrumação para presentear". "Encape a tampa de uma caixa de camisa masculina com papel de presente. Forre o interior com papel alumínio. Sobre o papel alumínio, disponha 2 folhas de papel de seda em cores contrastantes com o papel de presente, cortadas com tesoura de picotar. Coloque os crusteles dentro da caixa pronta. Para decorar, arrume sobre os doces pequenos galhinhos de pinheiro tipo tuia, arrematados com laços festivos e pequenas bolas de natal vermelhas. Para finalizar, cubra a caixa com filme transparente (tipo para microondas) ou papel celofane transparente, preso com fita adesiva."

 

4 de maio de 2011

Torta de Camarão

   Essa é uma torta leve e fácil de fazer. Uma ótima opção de entrada.

TORTA DE CAMARÃO:

  - 500g de massa folhada
  - 800g de camarões médios limpos
  - 50g de manteiga
  - 1/2 cebola média, ralada
  - 3 gemas
  - 1 colher (sopa) de farinha de trigo
  - 100g de creme de leite
  - 1 ramo de salsinha picada
  - 1 ramo de coentro picado
  - suco de 1 limão
  - sal e pimenta do reino a gosto
  - 1 gema para pincelar


   Lave os camarões e deixe temperando no suco de limão com o coentro, adicionando sal e pimenta do reino a gosto.
   Dissolva as gemas e a farinha de trigo no creme de leite e reserve.
   Numa panela, derreta a manteiga e refogue a cebola. Adicione os camarões (juntamente com o suco) e deixe cozinhar até que fiquem rosados. Retire os camarões com uma escumadeira e reserve.
   Deixe o caldo reduzir à metade, com a panela destampada e fogo alto. Junte o creme de leite e mexa até engrossar. Adicione os camarões e a salsinha e deixe cozinhar por mais 1 minuto. Retire do fogo e espere esfriar.
   Unte com manteiga uma forma para tortas e forre o fundo e as laterais com parte da massa folhada - deixe um excedente nas bordas. Recheie com os camarões já frios e cubra com o restante da massa. Acerte as laterais e una as pontas para dentro. Pincele a superfície com uma gema e leve ao forno aquecido a 200 graus para assar por 30 minutos.


   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.


 

3 de maio de 2011

Salame de Chocolate

   Essa receita tem mesmo cara de Dia das Mães. É fácil de fazer, muitíssimo gostosa e diverte as crianças e os adultos.

  SALAME DE CHOCOLATE:

  - 500g de biscoito tipo maizena
  - 1 lata de leite condensado
  - 250g de chocolate em pó
  - 1 e 1/2 xícara (chá) de manteiga derretida
  - 2 xícaras (chá) de amêndoas inteiras
  - 2 colheres (sopa) de conhaque ou rum
  - papel laminado

   Quebre o biscoito grosseiramente. Em uma vasilha, coloque o liete condensado, o chocolate em pó, o rum e a manteiga derretida e misture bem até obter um creme grosso. Adicione as amêndoas inteiras e os biscoitos quebrados.
   Coloque esta massa sobre o papel laminado e vá fechando o papel e enrolando e apertando com as mãos dando o formato cilíndrico de salame e feche as laterais. Leve ao freezer por aproximadamente 3 horas para endurecer.
   Retire do freezer uns 10 minutos antes de servir. Corte em fatias e sirva - fica ótimo acompanhado de sorvete de creme.

   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

2 de maio de 2011

Nhoque de batatas

   Essa receita já fez muito sucesso até com quem não é muito fã de massas. É fácil de fazer, fica leve e derrete na boca.
   Você também pode substituir as batatas por mandioca ou cará, que era como minha avó fazia. Ao final da receita, uma dica de recheio.


 NHOQUE DE BATATAS:

  - 1kg de batatas
  - 20g de manteiga
  - 100g de queijo parmesão ralado
  - 1 ovo
  - 1 e 1/2 xícara de amido de milho
  - 1 pitada de noz moscada ralada
  - farinha de trigo para polvilhar
  - queijo provolone para recheio (opcional)

   Descasque e cozinhe as batatas em água e sal. Escorra, passe pelo espremedor e misture com a manteiga e o queijo ralado e polvilhe a pitada de noz moscada. Deixe amornar e em seguida junte o ovo e o amido de milho e vá amassando com as pontas dos dedos até a massa ficar no ponto. Deixe descansar por 10 minutos.
   Divida a massa em porções e enrole em cordões de uns 2cm de diâmetro, polvilhando com farinha. Corte os nhoques e reserve.
   Cozinhe em pequenas quantidades, em panela com bastante água quase fervente e sal. Quando os nhoques subirem à superfície, retire. Coloque em uma forma untada, cubra com o molho de sua preferência e leve ao forno para gratinar por 5 minutos.
  
   Para rechear: Corte o queijo provolone em cubos pequenos. Pegue porções da massa com uma colher de sobremesa e vá formando bolinhas com as mãos; coloque os pedaços de queijo dentro das bolinhas. Cozinhe da mesma maneira.


   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

1 de maio de 2011

Cheesecake todo seu

   Essa é uma receita bem fácil de fazer. Uma sobremesa que sempre agrada e é bem leve. Você pode cobrir com a geléia de sua preferência ou até usar várias, servindo no prato junto com o cheesecake.
   Vamos à receita:


CHEESECAKE:

 Para a massa:
  - 1/4 de xícara de açúcar
  - 2 xícaras de farinha de trigo
  - 1 xícara de margarina
  - 1 gema
  - 1 pitada de sal
  - raspas de limão

   Deixe a margarina em temperatura ambiente por uns 30 minutos, ou derreta em uma frigideira em fogo baixo, sem deixar ferver, e deixe esfriar. Junte todos os ingredientes e amasse até obter uma massa homogênea. Leve à geladeira por 15 minutos.
  Untar uma forma de fundo falso, espalhar a massa nas laterais e no fundo e levar ao forno até ficar dourada. Dica: com um garfo, faça uns furinhos antes de levar ao forno, para a massa não subir e ficar mais aerada.

 Para o recheio:
  - 1 lata de leite condensado
  - 200g de cream cheese
  - 3 ovos

   Bata todos os ingredientes no liquidificador.


 Junte o recheio à massa e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos, ou até que o recheio fique com consistência dura. Retire do forno e deixe esfriar. Cubra com a geléia de sua preferência e leve a geladeira por 30 minutos antes de servir.


   Prepare com o coração. Deguste em boa comanhia.