Páginas

26 de abril de 2012

O bom, o mau e o feio

   Não, hoje não tem receita.
   Normalmente eu passo alguns dias pensando em que receita fazer, o que publicar, que texto elaborar, como decorar, como tirar a foto. E lembro muito de meus trabalhos de planejamento estratégico: a grande maioria dos planos falha porque não havia um "plano B".
   Pois hoje eu não tinha um plano B. E me ferrei bonito.
   Na cozinha um plano B pode ser consertar a receita ou simplesmente fazer outra coisa diferente. Sim, valeria fritar um ovo, fazer um omelete com algumas coisas muito boas que tem na despensa ou na geladeira e apelar para a simplicidade. Mas não deu.
   Explico: planejava (há bastante tempo, diga-se de passagem) fazer um Risoto de Pequi. Já tinha desde o princípio da ideia um vidrinho de pequi em conserva dentro do armário. Fui me convencendo - e isso acontece com a grande maioria das receitas novas - até sentir que era chegada a hora. E olha que a hora chegou por várias vezes, até que não passou de hoje.
   Mas não deu nada certo. Claro, tudo pode não dar certo na cozinha. Principalmente na cozinha. E não teve chamego nem segunda chance. A coisa ficou tão ruim, que foi da panela para o lixo.
   E não tinha plano B. Mas tinha plano C: fui salvo mesmo pelo disk-pizza.


   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.

19 de abril de 2012

Cuscuz Marroquino

   O nome é imponente. E o resultado também é. Mas o preparo é muito, muito simples. E você pode variar como bem entender.
   O Cuscuz Marroquino é um preparado de grãos de sêmola e trigo. Normalmente já vem pré-cozido e só precisa hidratar. Aí, você mistura com o que quiser: carne, linguiça, vegetais, ou mesmo usa só um pouquinho para acompanhar uma salada. Fica muito leve e saboroso.
   Aqui vai o que preparei hoje.

  CUSCUZ MARROQUINO:

  - 300g de cuscuz marroquino
  - 1,2 vezes o volume do cuscuz em água fervente
  - 200g de tomates secos
  - 100g de palmito picado finamente
  - 50g de alcaparras
  - 50g de champignons picados
  - pimenta biquinho, para decorar
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Coloque o cuscuz numa vasilha e reserve.
   Ferva a água e derrame delicadamente sobre o cuscuz. Cubra com um pano e deixe hidratar por 5 minutos (veja as instruções do fabricante).
   Junte todos os ingredientes ao cuscuz e misture devagar. Corrija o sal.
   Sirva em seguida.
   Varie a mistura como quiser!



   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.


12 de abril de 2012

Escondidinho de Carne Seca

   Outro dia eu topei com um pacote de carne seca na prateleira do supermercado e não tive dúvida: matar a saudade de um bom escondidinho! Rápido de fazer, é uma ótima comida de boteco; mas em casa também é excelente pedida. Aqui vai a receita:

 ESCONDIDINHO DE CARNE SECA:

  - 1kg de mandioca descascada, cortada em diversos pedaços
  - 400g de carne seca desfiada
  - 1 cebola pequena, cortada finamente
  - 2 dentes de alho, picados finamente
  - 200g de requeijão
  - azeite de oliva para refogar
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Cozinhe a mandioca em água e sal, até ficar bem macia - ponto para purê. Escorra, guardando um pouco do líquido do cozimento. Passe num espremedor ou amasse com um garfo e faça um purê; adicione um pouco da água do cozimento para dar o ponto desejado. Corrija o sal.
   Enquanto a mandioca cozinha, refogue a cebola e o alho no azeite de oliva. Junte a carne seca, sem acrescentar sal (ela já é bem salgada). Deixe cozinhar por 5 minutos, desligue o fogo e reserve.
   Para montar, pode ser em porções individuais ou em uma forma média - que possa ir ao forno - coloque uma camada de carne seca, cubra com o purê de mandioca e em seguida com uma camada de requeijão. Leve ao forno médio por 20 minutos. Se o seu forno tiver um gratinador, ponha para gratinar por 5 minutos antes de servir.
   Sirva ainda quente.



   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.


   

4 de abril de 2012

Spaghetti com Camarões

   Uma receita de fácil preparo e com resultado muito sofisticado! Que tal agora na Sexta-Feira Santa?

 SPAGHETTI COM CAMARÕES:

  - 400g de spaghetti
  - 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
  - 25g de manteiga
  - 1 cebola pequena, picada finamente
  - 400g de camarão, sem cabeça, lavado
  - 3 tomates sem pele e sem sementes, cortados em cubinhos
  - 150ml de vinho branco seco
  - folhas de manjericão para perfumar e decorar
  - sal e pimenta do reino a gosto

   Ferva água com óleo e sal numa panela grande, para o spaghetti.
   Enquanto isso, noutra panela, aqueça o azeite de oliva e derreta a manteiga. Junte a cebola picada e deixe fritar até dourar.
   Coloque o spaghetti para cozinhar na água fervente.
   Na panela com a cebola, junte os camarões, tempere com sal e pimenta e deixe fritar até ficarem rosados. Acrescente os tomates e o vinho branco, deixando cozinhar em fogo baixo até evaporar o álcool. Corrija  sal e pimenta.
   Escorra o spaghetti e volte à panela, acrescentando um pouco mais de manteiga. Junte o molho de camarões e misture delicadamente. Acrescente algumas folhas de manjericão para perfumar, deixando algumas para decorar o prato.
   Sirva ainda quente.



   Prepare com o coração. Deguste em boa companhia.