Páginas

5 de maio de 2015

Snab Maelstrom

  Para combater a ansiedade por uma certa Barleywine que está maturando há alguns dias, resolvi hoje degustar uma breja no estilo e que estava há tempos guardada: Snab Maelstrom, da cervejaria Snab da Holanda.
  A Snab foi fundada em 1991 e tem como lema "promover a cultura cervejeira em geral e particularmente as cervejas alternativas", que são produzidas com insumos alternativos ou métodos inovadores, segundo seu site.
  Desde 2001, premiações nacionais e internacionais em todos os anos figuram no curriculum da cervejaria. Nenhuma delas para este rótulo (infos de anos anteriores não aparecem no site).
  A Maelstrom foi elaborada em 2001 para celebrar os 10 anos de existência da cervejaria, inspirando-se nas Barleywines americanas, com a utilização de lúpulos daquele país (Cascade, Amarillo e Simcoe) e dry-hopping.
  Já não tenho mais tantos amigos holandeses, por isso recorri ao google para as traduções. "Maelstrom" foi traduzido como turbilhão, o que aparece como sugestão no próprio rótulo com o barco viking num maremoto dentro do cérebro do bigodudo sentado ao divã (complexo, hein!). Para a frase que complementa o nome "Een Mans Roersel" não consegui tradução, apenas que "roer" significa "leme" e por isso concluí que o sufixo "sel" poderia significar ausência ou perda (se é que se trata mesmo de um sufixo, já que desse idioma não compreendo nada) - seria a "perda de rumo" de um homem. Se você conhecer um pouco de holandês, me ajude!
  Na taça mostrou uma cor acobreada muito bonita, com bastante resíduos de leveduras devido à sua segunda fermentação na garrafa; espuma bege, densa e de média dissolução.
  Apesar dos resíduos de fermento, os aromas mais evidentes são de caramelo, floral, frutas secas, cítrico e álcool. À medida que a temperatura da taça subia, mais evidentes ficavam os aromas de álcool e cítricos.
  Sabor caramelado na primeira impressão, acompanhando os aromas de frutas secas, com corpo licoroso e macio e final quente e seco, deixando um leve amargor no aftertaste mas ainda convidando para o próximo gole. Carbonatação ideal e álcool muito bem colocado. Os resíduos da fermentação em nada afetaram os sabores da cerveja.
  Para harmonizar? Arroz doce com uma leve cobertura de canela em pó gratinado no maçarico. E a sensacional "Old Love", by mr. Eric Clapton.






Serviço:
  Snab Maelstrom
  American Barleywine
  9,2% ABV
  País: Holanda
  Garrafa de 330ml
  R$ 22,50 (aproximado)

 Dê seu pulo: beba cerveja de verdade. Em boa companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário